Skip links

Nós avisamos! Segunda parte: Cuidado a concorrência está à espreita!

Voltámos! Achava que nos tinham esquecido de si? Nunca! O Presidente Marcelo já chegou de Angola e a segunda parte do nosso artigo sobre Marketing Relacional também!

Para quem entrou de paraquedas neste artigo e não sabe de que estamos a falar, este é a segunda parte do artigo sobre Marketing Relacional. Caso ainda não tenha visto o artigo, leia o aqui.

Ainda se lembra do que é o marketing relacional e para que serve? Caso sim, pode saltar este parágrafo. Caso seja um pouco esquecido, vamos lhe refrescar a memória! O marketing relacional cria laços com os clientes, como o próprio nome indica, cria uma relação e faz como que o consumidor desenvolva com carinho especial pela mesma, impulsionando o Word of Mouth (“Passa Palavra”) positivo, que é a melhor publicidade que uma marca pode ter, pois é o tipo de publicidade com maior impacto, na qual os consumidores acreditam mais e é gratuita!

Como prometido seguem-se mais estratégias de marketing digital que lhe irão ajudar a tornar os seus clientes leais à marca e mais lucrativos para a empresa:

1. Apelar às emoções do consumidor

Podemos criar campanhas de mecenato, onde podemos dar ao consumidor a hipótese de ele poder contribuir com uma compra, em que parte do dinheiro será doado para uma boa causa. O consumidor irá passar a admirar a marca, irá identificar-se com a mesma e criará uma ligação emocional.

2. Comunicar e ouvir o consumidor

A sua marca ou empresa interage com os consumidores? Responde aos comentários?

Caso a resposta seja negativa, aconselhamos que mude isso rapidamente. Se der atenção aos consumidores e fizer com que se sintam especiais e que tenham uma papel ativo na sua empresa, algo muito valorizado hoje em dia, também poderá aceder a informação valiosa que irá ajudá-lo a melhorar os seus produtos e serviços, compreender melhor o seu público-alvo e aumentar a satisfação dos seus clientes. Assegure-se de que o cliente tenha uma voz e dê-lhe ouvidos assegurando uma boa experiência, pois caso contrário, não irá conseguir retê-lo. Para tal sugerimos que:

  • Leia e responda aos comentários, mensagens privadas e e-mails
  • Partilhe fotos de consumidores com os seus produtos ou serviço (com a sua permissão)
  • Depois de o consumidor se ter tornado cliente, continue a falar com ele e assegure-lhe que ele fez a escolha certa (serviço pós-venda)
  • Use uma linguem simples que ele irá compreender

3.  E-mail marketing

Este canal de comunicação é mais intrusivo, contudo existem outras variações, como a newsletter, que é marketing permissivo (cliente inscreve-se para receber os e-mails). Para que a newsletter não seja ignorada ou apagada, o seu conteúdo deve ser do interesse do remetente e o assunto deve suscitar curiosidade. Assim sendo, o conteúdo do e-mail deve utilizar estratégias de content marketing e deve ser segmentado por interesses. Através de um formulário, preenchido aquando à inscrição, a empresa deve ter acesso aos interesses de cada um dos consumidores inscritos. Para além disso cada e-mail deve ser personalizado e deve conter o nome do remetente, para que esse se sinta especial.

4. Redes sociais

Com o objetivo de aumentar o engagement, convém que a marca esteja presente nas mesmas redes socias que o público-alvo. Para aumentar os seguidores, sugerimos que:

  • Pulique regularmente
  • Publique num horário em que o público-alvo esteja online
  • Partilhe imagens esteticamente apelativas
  • Tenha conteúdos do interesse do target:
    • Promover promoções e descontos
    • Informar o cliente
    • Entreter o cliente
    • Dar conteúdos exclusivos
    • Dar a conhecer a marca e empresa, assim como os seus serviços e produtos
    • Fazer recomendações
    • Por conteúdo educativo relativamente à empresa ou produtos
    • Interagir com o público-alvo
    • Entre outros

Para além disso, não se esqueça de seguir as novas tendências das redes sociais para maximizar o sucesso da sua página nessas plataformas. Caso ainda não tenha lido o nosso artigo, pode consultá-lo aqui.

O marketing relacional é uma estratégia que dá trabalho, contudo permite atingir resultados excelentes com um investimento muito baixo! Por falar em bons resultados, o nosso Cristiano Ronaldo já marcou mais 3 golos, não é fantástico? Parabéns CR7 e parabéns Juventus! Mas, estamos a divagar, voltando ao assunto… Crie uma relação com o seu target antes que a sua concorrência o faça! De que está à espera?

Se precisar de mais informações, contacte-nos, porque a sua vitória é o nosso sucesso! 😊

Buzina – Negócios Digitais

Deixar um comentário:

Name*

Website

Comentar