Suporte
 

A minha empresa pode ser alvo de um ciberataque? Como posso evitar isso?

Data de publicação: 2019-02-21

A resposta a essa pergunta é simples: sim, pode! Talvez essa não seja a resposta que estava à espera, pois 71% das empresas não sabem o perigo que um ciberataque pode representar para a sua empresa.

À medida que as tecnologias evoluem, os processos tornam-se mais rápidos e simples e as vantagens são inúmeras, mas como tudo na vida, também surgem desvantagens, pois também nos tornamos mais vulneráveis.

Sabia que 70% dos dispositivos conectados apresentam vulnerabilidades? E sabia que 87% dos administradores e diretores executivos afirmam a falta de confiança a nível da cibersegurança nas suas organizações? Num estudo feito pela EY Global information (2017), 57% dos inquiridos teve um incidente de cibersegurança das suas organizações e 42% das empresas não tinham uma estratégia ou plano de comunicações (contingente) em case de um ciberataque significativo.


Mas vamos por partes, afinal o que é isso de cibersegurança?

A cibersegurança é um conjunto de ações que visam a proteção do ciberespaço. Ou seja, o objetivo consiste em preservar a disponibilidade e a integridade das redes e infraestruturas confidenciais e das informações nelas contidas.

Apesar da UE e os Estados-Membros terem implementado uma legislação para combater o cibercrime, a chamada Convenção de Budapest é necessário as empresas informarem-se e protegerem-se para prevenir um ataque cibernético.


O que pode acontecer se eu não proteger a minha empresa?

Em maio de 2017 ocorreu o maior ciberataque mundial, sendo que foram afetados mais de 250.00 sistemas, 150 países e 176 tipos de ficheiros encriptados. Empresas como a Altice, a FeedEx, a Renault, entre muito outras foram afetadas.

Quando falamos em cibercrimes, referimo-nos a crimes como:

·  Espionagem

·  Furto de identidade

·  Sabotagem

·  Roubo ou danificação dos dados confidenciais da empresa

·  Sabotagem

·  Roubo de dinheiro

·  Plataformas heckeadas

·  Entre outros


Os cibercriminosos, podem ter vários objetivos, sendo que podem simplesmente querer destruir a imagem da empresa, vender dados preciosos à concorrência, ou querer extorquir dinheiro, recorrendo à chantagem.

 

Um estudo da Accenture revelou que 87% dos ciberataques direcionados podem ser prevenidos!

Para prevenir que a sua empresa se torne alvo de um ciberataque pode implementar um conjunto de ações:

·  Fazer backups de todos os documentos e informações importantes e/ou confidenciais

·  Prevenir ataques de malware através da instalação de um antivírus e não acedes a fontes desconhecidas

·  Não usar e-mails empresarias com privilégios de administradores como login de sites externos à empresa

·  Utilização de palavras-passe diferentes que contenham tipos de caracteres diferentes

·  Efetuar seguros que possa cobrir alguns ciberataques

·  Estabelecer normas associadas ao desenvolvimento, implementação e manutenção de processos de segurança

·  Uso de auditorias de forma a garantir o cumprimento das normas de segurança estabelecidas

·  Informar e alterar todos os colaboradores da empresa desse perigo e das ações preventivas

·  Entre outras


Para além dos impactos diretos que este tipo de ataques pode ter sobre uma empresa, também existem outros riscos. Quem quer ser cliente de uma empresa que já foi alvo de um ciberataque e não foi capaz de proteger os seus dados? Há uma quebra de confiança muito grande, que é muito difícil de recuperar. Não faça parte destas estatísticas assustadoras e proteja a sua empresa e os seus clientes!

Existem outras tecnologias inovadores, implementadas por profissionais da área, que permitem detetar possíveis ameaças e eliminá-las. Nós podemos ajudar! De que está à espera?

Contacte-nos, porque…

A sua vitória é o nosso sucesso, Buzina! 😊

 



Voltar
Peça já um orçamento